Angola a saída da crise

Angola a saída da crise

Mensagempor Scalabis » Domingo 8 Fevereiro 2009, 16:11

Angola, novo Eldorado para a saída da crise

Milhares de portugueses debandam em busca de novas oportunidades de trabalho


São já mais de 80 mil os portugueses emigrados em Angola. Aquele país africano é visto como o novo Eldorado para trabalhadores e empresários portugueses. Dois voos diários são já insuficientes.

Porto, 4 de Fevereiro, 10 horas. Ana Rodrigues, 49 anos, impacienta-se frente ao balcão da Consulta do Viajante. Há mais de um mês que tem marcada a consulta médica indispensável para obter o visto que, em breve, lhe vai permitir ir trabalhar para Angola. Mas tem de aguentar. Os centros de saúde apenas com muita dificuldade conseguem dar vazão a tantos pedidos de vacinação. Ana, administrativa no Marco de Canaveses, reconforta-se com um pensamento: em breve, vai viver num clima quente, como gosta, e passar a auferir 2300 euros mensais contra os miseráveis 750 que tem levado para casa.

Porto, Hotel Sheraton, 5 de Fevereiro, 10 horas. Centenas de empresários nortenhos enchem um vasto salão para ouvirem falar sobre as relações económicas entre Portugal e Angola. Para gáudio da assistência, uma instituição bancária acena-lhes com possibilidades de crédito para a internacionalização das empresas. Na mesa, um perito aguça-lhes o apetite com números: as exportações para Angola cresceram mais de 30% só nos primeiros 10 meses do ano passado. Contudo, alguém alerta: "Angola não é uma nova árvore das patacas. É um mercado exigente, que requer muito trabalho e qualidade".

Ana Rodrigues e as centenas de empresários que, no Porto, sonham com Angola representam a esperança com que muitos milhares de portugueses de Norte a Sul do país olham a ex-colónia portuguesa. O desemprego e a falta de oportunidades parecem estar a encontrar respostas naquele país africano, onde a árdua tarefa de reconstrução nacional exige braços esforçados e grandes investimentos.

Os dois voos diários para Luanda - operados pela TAP e TAAG - são já insuficientes para tamanha debandada. Isabel Palma, do Gabinete de Comunicação da TAP, confirmou ao JN que, no ano passado, a companhia tranasportou mais de 156 mil passageiros na rota Lisboa-Luanda-Lisboa. Ou seja, um aumento de 13% face a 2007. O objectivo da companhia é o aumento do número de voos semanais de forma a dar resposta à elevada procura. Também na TAAG, Agnela Wilper confirmou ao JN a intensa procura que tem sido registada nos voos entre Lisboa e Luanda.

E como para a obtenção do visto de entrada em Angola é obrigatória uma vacinação prévia, as consultas do viajante de todo o país estão a ter grande dificuldade em dar vazão a tantos pedidos. Delfina Antunes, directora do Departamento de Saúde Pública do Norte, confirmou ao JN que dos 13500 utentes atendidos em 2008 nos cinco centros da região com consulta de viajante (três no Porto, um em Braga e um em Viana do Castelo), 9500 tinham como destino o continente africano. Destes, 70% rumavam a Angola.

Para aumentar a rapidez de atendimento - no momento, a marcação de uma consulta pode demorar cerca de um mês - serão abertos mais dois centros de saúde em Bragança e Vila Real, além de alargados os períodos de funcionamento e instalado um programa informático de gestão integrada de marcação de consultas.

Rui Encarnação, responsável pelo portal Netempregos, revelou ao JN que tem tido cerca de 150 ofertas de emprego por mês para Angola. "Em média, para cada oferta de emprego, recebemos cerca de 450 candidaturas", realçou.

E o futuro trará ainda mais oportunidades aos portugueses, como afirmou ao JN Basílio Horta, presidente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal.

In Jornal de Notícias
Imagem

Imagem Imagem
Avatar do Utilizador
Scalabis
Alexandre, o grande
Alexandre, o grande
 
Mensagens: 1385
Registado: Quinta-Feira 11 Outubro 2007, 22:17
Localização: Santarém Ribatejo Portugal

Re: Angola a saída da crise

Mensagempor Scalabis » Domingo 8 Fevereiro 2009, 16:12

Arp já me disseste que estás em casa de uma amiga e que não podes receber ninguém, mas será que ela não tem aí um quarto a mais :whistle:
Imagem

Imagem Imagem
Avatar do Utilizador
Scalabis
Alexandre, o grande
Alexandre, o grande
 
Mensagens: 1385
Registado: Quinta-Feira 11 Outubro 2007, 22:17
Localização: Santarém Ribatejo Portugal

Re: Angola a saída da crise

Mensagempor zézen » Domingo 8 Fevereiro 2009, 16:14

Às tantas tem mas, imagina se tens que dormir com o marido dela !? :whistle:
a.o.s., foi, é, e serà sempre, um F.D.P.
Avatar do Utilizador
zézen
tem opinião sobre tudo, e sobretudo opinião
tem opinião sobre tudo, e sobretudo opinião
 
Mensagens: 5151
Registado: Sexta-Feira 12 Outubro 2007, 17:10
Localização: Cidade cinzenta

Re: Angola a saída da crise

Mensagempor Max » Segunda-Feira 9 Fevereiro 2009, 19:02

Mas essas pessoas vão para lá à aventura, ou vão através de empresas portuguesas?
Avatar do Utilizador
Max
Grão Mestre
Grão Mestre
 
Mensagens: 1075
Registado: Terça-Feira 29 Julho 2008, 00:14
Localização: Lisbone

Re: Angola a saída da crise

Mensagempor sircanit » Terça-Feira 10 Fevereiro 2009, 16:49

Sei de casos que vão através de empresas tugas... trabalham e depois ficam a "arder"!
"Escrever é uma maneira de falar sem sermos interrompidos"
Avatar do Utilizador
sircanit
Soldado
 
Mensagens: 100
Registado: Quinta-Feira 29 Novembro 2007, 19:39

Re: Angola a saída da crise

Mensagempor zézen » Quarta-Feira 11 Fevereiro 2009, 09:11

Exactamente como em paìses europeus, tal como a França, Bélgica, Suissa, Luxemburgo, Espanha e mais alguns. :mrgreen:
a.o.s., foi, é, e serà sempre, um F.D.P.
Avatar do Utilizador
zézen
tem opinião sobre tudo, e sobretudo opinião
tem opinião sobre tudo, e sobretudo opinião
 
Mensagens: 5151
Registado: Sexta-Feira 12 Outubro 2007, 17:10
Localização: Cidade cinzenta


Voltar para Economia

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante

cron