Senhor do Padrão

Senhor do Padrão

Mensagempor Tovi » Sexta-Feira 3 Julho 2009, 22:27

Como todos já sabem eu até não sou nada destas coisas, mas… Hoje ao fim da tarde passou cá por casa o Senhor Joaquim da Drogaria da Avenida da França para me pedir a habitual contribuição monetária para a Comissão de Festas das Grandiosas Festas em Honra do Senhor do Padrão e Senhor dos Aflitos (Junta de Freguesia de Cedofeita – Paróquia do Carvalhido – Porto – 17, 18 e 19 de Julho) e também para me convidar a integrar a Majestosa Procissão com oito andores que irá ter lugar no dia 19 de Julho pelas 17 horas e na qual estarão presentes as Forças Vivas da Paróquia, GNR, PSP, Banda e Fanfarra. Agradeci o honroso convite mas recusei as mordomias que me estavam a ser oferecidas. Pese embora a proximidade das eleições autárquicas, a verdade é que ainda não me sinto suficientemente à vontade para estes populismos.


Imagem
Louvado seja os tempos de valores virtude lisura ozias. MDCCXXXVIII - Com esta legenda, pintada numa das faces do suporte, o cruzeiro do Senhor do Padrão celebra os viajantes que passam pelo caminho que conduzia para Norte. A sua construção data de 1738, em plena época barroca, e compõe-se de quatro peças fundamentais, estruturadas monoliticamente na vertical: uma base rectangular de quatro faces, numa das quais a legenda inserida em medalhão vegetalista de volutas e contravolutas, uma coluna cilíndrica, um capitel vegetalistam, decorado com folhas de acanto, e o coroamento, com uma representação de Cristo na Cruz. Numa época posterior, o cruzeiro foi rodeado e protegido por uma estrutura quadrangular, com faces azulejadas e portão de acesso ao recinto. Plausivelmente, tal terá acontecido já numa fase de plena renovação urbana da envolvência, quando os eixos viários que confluem para a Praça do Exército Libertador foram definitivamente rasgados e se iniciou a construção em altura que se verifica nas imediações. O cruzeiro do Senhor do Padrão lá permaneceu, testemunho da antiga estrutura viária da zona, mas também de um tipo muito particular de religiosidade de caminhos, datado de época barroca. Na sua aparente ingenuidade, simboliza um dos valores religiosos mais importantes da vivência religiosa exterior, de Setecentos. Em 2000, foi restaurado pela Autarquia, para o que se colocou uma placa comemorativa na base que sustenta a estrutura (in "Património - Imóvel de Interesse Municipal - IPPAR – Ministério da Cultura").
http://tovi.blogs.sapo.pt
"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Avatar do Utilizador
Tovi
Resmungão
Resmungão
 
Mensagens: 2577
Registado: Terça-Feira 9 Outubro 2007, 21:28
Localização: Porto - Portugal

Re: Senhor do Padrão

Mensagempor XôZé » Sexta-Feira 3 Julho 2009, 23:16

Tovi Escreveu:Como todos já sabem eu até não sou nada destas coisas... e também para me convidar a integrar a Majestosa Procissão com oito andores que irá ter lugar no dia 19 de Julho pelas 17 horas e na qual estarão presentes as Forças Vivas da Paróquia, GNR, PSP, Banda e Fanfarra. Agradeci o honroso convite mas recusei as mordomias que me estavam a ser oferecidas...


Continua a dar as gorjetas do costume que para o ano sou capaz de apostar contigo que ele voltará à tua porta com o mesmo convite. :risada:

Não te preocupes, depois de 11 de Outubro podes voltar ao habitual, até daqui a 4 anos. :twisted: ........... :lol:
Imagem
Avatar do Utilizador
XôZé
Mouro
Mouro
 
Mensagens: 5218
Registado: Sexta-Feira 12 Outubro 2007, 02:12


Voltar para Religião

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante

cron