o meu dia 25 de Abril

o meu dia 25 de Abril

Mensagempor Viriato » Terça-Feira 16 Outubro 2007, 20:40

25 de Abril de 1974 , quinta-feira , 7 da manhã .................

levantei-me , como nos outros dias todos da semana , a essa hora , porque tinha de ir trabalhar para Lisboa !

trabalhava num fotografo da ave. de Madrid , ganhava 1.500$00 por mês !

quando sai de casa ouvi uns vizinhos a dizerem que " o melhor seria os filhos não irem à escola "
não liguei , pensando numa cena , como a 16 de Março.
nesse dia o aparato era grande , e não vivesse eu na principal entrada de Lisboa , ou seja em Moscavide !

a caminho dos " autocarros " ( nessa altura os autocarros de Lisboa , CARRIS , não saiam do limite da cidade , excepto uma linha para o Estádio Nacional ) , passo diante da esquadra e vejo o primeiro sinal que algo se passava : as portas estavam fechadas e o policias là dentro , a espreitar atrás das grades !
pela primeira vez eu via os bòfias atrás das grades !

no autocarro para o Areeiro ninguém comentava nada , havia as mesmas pessoas como sempre , que iam para o trabalho !

ao chegar , estava o patrão a ouvir a rádio , e foi então que fiquei a saber o que se estava a passar ,
ou seja , fiquei a saber o mesmo !

o patrão disse que não se trabalhava , para regressar a casa
perguntei onde é que a coisa se estava a passar , respondeu " - na baixa ! "
e aì vou eu apanhar o metro para o Rossio !

o meu primeiro contacto com a Revolução foi ao sair do metro no Rossio
uns tiros , talvez ? e era ver o pessoal todo a correr de novo para dentro do Metro !

a verdade é que ninguém sabia bem o que se estava a passar , nem onde , nem como !

a meio da manhã começaram a aparecer os ardinas a vender jornais , de segundas edições , onde apenas tinham mudado a primeira página , pois o resto do conteúdo ainda relatava as tretas do costume , e censuradas !
recordo-me de um facto curioso que era muita gente , que não estava habituada a comprar jornal ( naquele tempo a gente ia a um café tomar a bica e ler o jornal , pois em todos os cafés havia um jornal à disposição do cliente ) , querer pagar com 1$50 , sem saber que uns tempos antes , já os jornais tinham aumentado para 2$50 !

nem me lembro de ter almoçado , talvez um pacote de batatas fritas , eu costumava almoçar numa tasca no Areeiro , e claro que nesse dia não estava là !

recordo-me de uma grande concentração de GNR no Martim Moniz , que , felizmente para nós todos , ficaram a aguardar ordens , que se calhar nunca vieram !

se as milhares e milhares de pessoas não estivessem là , na rua , o 25 de Abril teria sido sangrento !

havia muita gente por todo o lado e continuavam a chegar , porque os transportes públicos funcionavam ( excepto nas zonas de maior conflito )
por exemplo , eu apanhei um autocarro perto da praça do Comércio , para ir para casa .

a certa altura encontrei-me no largo do Carmo , como muitos outros portugueses .

imaginem o orgulho que eu sinto hoje de ter tido a honra de estar , no dia 25 de Abril de 1974 , ao lado do Capitão Salgueiro Maia , no Largo do Carmo , durante o cerco ao quartel onde estava refugiado Marcelo Caetano !

claro que eu não sabia o que se là passava , nem quem era o capitão , e estava longe de imaginar naquele momento , o que aquele homem iria representar .
para certos palhaços que andam sempre por aì à procura de auto-estima tuga , a falar de "Euros" ou de "Expos" , deviam citar homens como o capitão Salgueiro Maia , que esse sim , é motivo de auto-estima portuguesa !

a certa altura , alguém diz que os militares estavam sem comer desde o dia anterior .
que isso deixe de ser um problema , vai-se já arranjar comida para os homens
alguém indica que há um supermercado numa rua ali próxima , e aì vamos nós , uns 15 gajos talvez .
acreditem ou não , a porta de vidro , foi partida a pontapé , porque nem uma pedra , mesmo pequena , a gente encontrava ali na rua !
com cuidado para não nos cairem vidros em cima , là partimos a porta e a montra , e entrámos na loja !
sai de là com um caixote cheio de comida , ainda me recordo de umas latas de ananás e de pêssego e de um fiambre inteiro .
na rua um homem de uma certa idade , que pensava que estávamos a assaltar a loja , pura e simplesmente , virou-se para mim e disse : " - estiveste quase 50 anos à espera , para fazer isto ? "
no momento não compreendi essa historia dos 50 anos , e respondi : " - mas eu apenas tenho 15 ! "
depois compreendi o desgosto daquele homem , que pensava que estávamos a aproveitar a revolução para pilhar uma loja !

ao voltar ao Largo do Carmo , fomos nós que fomos recebidos como heróis pelos militares esfomeados !
recordo-me que um deles puxou de um facão que tinha uma espécie de corno de aço na outra ponta , fez um buraco numa lata de pêssego e com a lâmina abriu aquilo e começaram a comer , enquanto outro cortava pedaços enormes de fiambre !
e eu que sempre tinha visto o fiambre em fatias tão fininhas ,que por vezes até pareciam transparentes .
fiambre com pêssego e ananás , não sei se é bom , mas quando a fome é negra ........

não me recordo se foi antes ou depois o momento em que foram disparados tiros contra o quartel , e a gente toda a abrigar-se onde podia !

Depois foi a saída de um chaimite ( talvez o Bula ) pela rua do Carmo abaixo e uns a correr atrás dele enquanto outros decidiram de lhe cortar caminho à beira do Tejo, pensando que le se dirigia para Belém .
Eu desci a rua António Maria Cardoso, sem ter a mínima ideia de quem là "morava" , e .... não levei nenhum tiro, embora jà tivesse havido tiroteio umas horas antes, tal como também tinha havido feridos no Largo do Camões. Os mortos diante da Pide, foi um pouco mais tarde, e não morreu mais gente porque o pessoal se refugiou atrás dum taipal de uma obra que estava là em frente ! o 5° morto foi um Pide, morto a murro e pontapé quando tentava refugiar-se no edifício, e foi isso que provocou os disparos dos seus "colegas".

Foi um dos dias mais bonitos da minha vida e agora o meu maior desejo seria de tornar a viver outro igual, voltar a estar là quando a democracia, e a independência , forem restabelecidas em Portugal !

o som do Largo do Carmo
Imagem
Sou capaz do melhor como do pior, mas no pior, sou eu o melhor !
Avatar do Utilizador
Viriato
Manda chuva
Manda chuva
 
Mensagens: 3077
Registado: Segunda-Feira 8 Outubro 2007, 16:38
Localização: Cidade Luz

Voltar para 25 de Abril

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Bing [Bot] e 1 visitante

cron