GLAMOUR FRANCÊS

GLAMOUR FRANCÊS

Mensagempor Reboredo » Segunda-Feira 14 Janeiro 2008, 19:21

Anel de Carla Bruni dá que falar...

Jornais de Paris pouco afectos ao presidente da República Nicola Sarkozy estão a divertir-se à grande e à francesa a pretexto do anel de noivado que o estadista ofereceu a Carla Bruni. Depois de ter sido revelado que a jóia é igual a uma outra que Sarkozy em tempos oferecera à sua ex-mulher Cécilia (imaginem só a cara da jovem cantora italiana!), sabe-se agora que o anel pertence à colecção "A Namorada do Vampiro", da Dior.

Há oito dias, foi um repórter fotográfico da revista "Gala" que, comparando imagens, descobriu que os anéis de Cécilia e Carla eram iguais. Foi um escândalo. Desconhece-se a reacção da cantora italiana, mas toda a gente sabe que há dois erros que um homem não pode cometer com uma mulher: enganar-se no nome e dar-lhe as mesmas prendas que costumava oferecer às "ex".

Agora, foi a vez de se descobrir, via revista "Paris Match", que a referida jóia (um anel Dior "Coração Romântico", em ouro branco e diamantes) faz parte da colecção "A Namorada do Vampiro", da Dior. Custa cerca de 20 mil euros, foi criado por Victoire de Castellane, e traz a seguinte divisa: "Amor eterno entre um vampiro e uma menina."

Muito justamente, o redactor da "Paris Match" não perdoa: "Já sabíamos que o presidente Nicolas Sarkozy é de origem húngara, mas ignorávamos que ele também tivesse raízes na Transilvânia..."

Todos estes pequenos e divertidos episódios estão a alimentar as conversas em França. Uns defendem o presidente, dizendo que ele tem direito à sua privada, e outros opinam que Sarkozy "é um homem sem coração", frase atribuída pela jornalista Anna Buitton à ex-mulher do mediático político.
Sempre sempre não, mas sempre sempre até é bom.
Avatar do Utilizador
Reboredo
Furriel
Furriel
 
Mensagens: 1175
Registado: Quinta-Feira 11 Outubro 2007, 18:23
Localização: Brx.

Re: GLAMOUR FRANCÊS

Mensagempor Viriato » Segunda-Feira 14 Janeiro 2008, 19:41

pelo visto o nosso amigo Reboredo, renunciou definitivamente ao comunismo e prefere dedicar-se à fufoquice de extrema-direita, lê a revista " Gala " e se calhar também a Maria e a Nova Gente , e consagra a sua energia a comentar a vida do fdp Sarkozy ! :roll:

é triste assistir à decadência de um tipo que a gente até considerava porreiro .......... :cry: :( :cry: :(
Imagem
Sou capaz do melhor como do pior, mas no pior, sou eu o melhor !
Avatar do Utilizador
Viriato
Manda chuva
Manda chuva
 
Mensagens: 3077
Registado: Segunda-Feira 8 Outubro 2007, 16:38
Localização: Cidade Luz

Re: GLAMOUR FRANCÊS

Mensagempor Reboredo » Segunda-Feira 14 Janeiro 2008, 19:56

Dizer que a frança e os franceses tem o que merecem tira-te do sério! Como eu te compreendo quando tu te referes aos tugas.

A mim não me estala o verniz.
Sempre sempre não, mas sempre sempre até é bom.
Avatar do Utilizador
Reboredo
Furriel
Furriel
 
Mensagens: 1175
Registado: Quinta-Feira 11 Outubro 2007, 18:23
Localização: Brx.

Re: GLAMOUR FRANCÊS

Mensagempor Viriato » Segunda-Feira 14 Janeiro 2008, 20:16

não estás a querer comparar Portugal com a França, pois não ??? é que nem em futebol ......... :roll:
Imagem
Sou capaz do melhor como do pior, mas no pior, sou eu o melhor !
Avatar do Utilizador
Viriato
Manda chuva
Manda chuva
 
Mensagens: 3077
Registado: Segunda-Feira 8 Outubro 2007, 16:38
Localização: Cidade Luz

Re: GLAMOUR FRANCÊS

Mensagempor Arp » Segunda-Feira 14 Janeiro 2008, 20:30

Com Portugal? :shock: Comparar os franceses com os portugueses? :o
Este Reboredo não acerta uma. :roll:
Ó homem a gente toma muito mais banho, somos uns incorrigíveis gastadores de bens essenciais e ainda por cima perdemos a oportunidade de ter uma industria de perfumes em condições. É por estas e por outras que não conseguimos sair da cepa torta.
:twisted:
O saber, o aprender o novo, só não encontra espaço em cabeças que já estão cheias, principalmente de ideias preconcebidas.
Arp
Avatar do Utilizador
Arp
Sargento-mor
Sargento-mor
 
Mensagens: 3414
Registado: Sábado 13 Outubro 2007, 14:02

Re: GLAMOUR FRANCÊS

Mensagempor Viriato » Segunda-Feira 14 Janeiro 2008, 21:03

essa do banho é mesmo de brazuca, a quem alguém falou do rei Sol , o brazuca pensou que era Louis cruz i vê , ou Louis xis traço vê , ouviu falar em perfumes e como não percebeu mais nada continua a pensar que no século XXI os franceses vivem em favelas e lavam-se quando chove !

no século XVII tomar banho era um privilégio da corte, e o Rei tomava banho todos os dias e ............. em publico !
se um dia visitares Versailles, poderás visitar os apartamentos do Rei onde te explicam isso tudo !
o Rei Sol tinha o hábito de se perfumar como um paneleiro, mas também de cagar onde lhe apetecesse, no meio de uma sala ou atrás de uns cortinados, mas era o Rei mais poderoso que alguma vez a França teve e nunca ninguém teve coragem de o contrariar !


se os brazucas não arrastassem tanta estupidez, porque apenas os brazucas se ridiculizam dessa maneira, saberiam que Paris foi uma das primeiras cidades a ter água e gás em todos os andares nos prédios de habitação !

claro está que aqui a gente lava-se todos os dias contrariamente aos portugueses que têm o hábito de apenas se lavar ao Domingo ( e também de mudar de roupa interior nesse dia, e para confirmar é entrar num café tuga à semana e sentir o cheiro a "leão" )

nas aldeias portuguesas é fácil saber a que ritmo os tugas tomam banho , basta contar o numero de garrafas de gás e de sabonetes que eles compram !

eu sei que muitos portugueses não se lavam porque não têm dinheiro para pagar o gás para aquecer a água, mas dai a levantar boatos de merda, sem nenhum fundamento, sobre um povo que mal conhecem, é mesmo foleiro , desculpa que to diga, e até me admira muito tal coisa vir de ti !

vivo aqui há 33 anos e nunca vi um povo tão asseado, ao ponto de até as estações de serviço estarem equipadas com duches para que quem conduz muito tempo, camionistas por exemplo, se possam lavar . Como isso não existe em Portugal, imagina o cheiro a leão de quem anda todo o dia a conduzir, sobretudo no verão ao calor............ e depois os franceses é que não se lavam !

desiludiste-me muito com esta boca foleira
se me disseres verdades podes dizer o que quiseres que nunca levarei a mal, mas inventares merdas, sem pés nem cabeça, é coisa que eu detesto, sobretudo para atacarem o único país que me permitiu de fazer algo na vida,

porque se estivesse à espera de Portugal, estava desgraçado como a maioria dos que ainda là vivem, que chegam aqui todos os dias às carradas a fugir a miséria portuguesa, mas com dificuldades porque quase nenhum fala francês ( dedicaram-se ao inglês e sendo assim a gente aconselha-os a irem até Inglaterra) e não conseguem arranjar trabalho aqui , como é lógico , porque é que haveriam de contratar um português que não fala uma única palavra de francês , quando chegam milhares de Romenos, Bulgaros ou Polacos a falar francês quase perfeitamente ???
Imagem
Sou capaz do melhor como do pior, mas no pior, sou eu o melhor !
Avatar do Utilizador
Viriato
Manda chuva
Manda chuva
 
Mensagens: 3077
Registado: Segunda-Feira 8 Outubro 2007, 16:38
Localização: Cidade Luz

Re: GLAMOUR FRANCÊS

Mensagempor Reboredo » Segunda-Feira 14 Janeiro 2008, 21:09

Viriato escreveu:

não estás a querer comparar Portugal com a França, pois não


Claro que não! É lá possivel comparar a frança a PORTUGAL. Eu que sou um cidadão do MUNDO não me atrevo! Mas como os franceses "tugas" tem uma GRANDE GUEULE quiçá? :lol: :lol:
Sempre sempre não, mas sempre sempre até é bom.
Avatar do Utilizador
Reboredo
Furriel
Furriel
 
Mensagens: 1175
Registado: Quinta-Feira 11 Outubro 2007, 18:23
Localização: Brx.

Re: GLAMOUR FRANCÊS

Mensagempor XôZé » Segunda-Feira 14 Janeiro 2008, 21:57

Reboredo Escreveu:Anel de Carla Bruni dá que falar...


Sim, de facto estou a começar a ficar preocupado com o nosso amigo de estima... :(

Nada como um bom minete com carácter urgente para o devolver à realidade. :mrgreen:
Editado pela última vez por XôZé em Segunda-Feira 14 Janeiro 2008, 22:00, num total de 2 vezes.
Imagem
Avatar do Utilizador
XôZé
Mouro
Mouro
 
Mensagens: 5218
Registado: Sexta-Feira 12 Outubro 2007, 02:12

Re: GLAMOUR FRANCÊS

Mensagempor XôZé » Segunda-Feira 14 Janeiro 2008, 21:59

Óh Vivi... :roll:

Partiste-me todo com essa análise. :content: :content: :content:
Imagem
Avatar do Utilizador
XôZé
Mouro
Mouro
 
Mensagens: 5218
Registado: Sexta-Feira 12 Outubro 2007, 02:12

Re: GLAMOUR FRANCÊS

Mensagempor Reboredo » Segunda-Feira 14 Janeiro 2008, 22:41

Viriato fez uma análise da história que é um grande disparate:




Curiosidades dos anos 1600 a 1700.
Pode não ser novidade mas o relato é interessante e uma reflexão sobre épocas e costumes não estaria fora de propósito….

Ao se visitar o Palácio de Versailles, em Paris, observa-se que o suntuoso palácio não tem banheiros. Na Idade Média, não existiam escovas de dente, perfumes, desodorantes, muito menos papel higiênico. As excrescências humanas eram despejadas pelas janelas do palácio.

Em dia de festa, a cozinha do palácio conseguia preparar banquete para 1.500 pessoas, sem a mínima higiene. Vemos nos filmes de hoje as pessoas sendo abanadas. A explicação não está no calor, mas no mau cheiro que exalavam por debaixo das saias (que eram propositalmente feitas para conter o odor das partes íntimas, já que não havia higiene).

Também não havia o costume de se tomar banho devido ao frio e à quase inexistência de água encanada. O mau cheiro era dissipado pelo abanador. Só os nobres tinham lacaios para abaná-los, para dissipar o mau cheiro que o corpo e boca exalavam, além de também espantar os insetos.

Quem já esteve em Versalies admirou muito os jardins enormes e belos que, na época, não eram só contemplados, mas “usados” como vaso sanitário nas famosas baladas promovidas pela monarquia, porque não existia banheiro.

Na Idade Média, a maioria dos casamentos ocorria no mês de junho (para eles, o início do verão). A razão é simples: o primeiro banho do ano era tomado em maio; assim, em junho, o cheiro das pessoas ainda era tolerável. Entretanto, como alguns odores já começavam a incomodar, as noivas carregavam buquês de flores, junto ao corpo, para disfarçar o mau cheiro. Daí termos “maio” como o “mês das noivas” e a explicação da origem do buquê de noiva.

Os banhos eram tomados numa única tina, enorme, cheia de água quente. O chefe da família tinha o privilégio do primeiro banho na água limpa. Depois, sem trocar a água, vinham os outros homens da casa, por ordem de idade, as mulheres, também por idade e, por fim, as crianças.Os bebês eram os últimos a tomar banho. Quando chegava a vez deles, a água da tina já estava tão suja que era possível “perder” um bebê lá dentro. É por isso que existe a expressão em inglês “don’t throw the baby out with the bath water”, ou seja, literalmente “não jogue o bebê fora junto com a água do banho”, que hoje usamos para os mais apressadinhos.

Os telhados das casas não tinham forro e as vigas de madeira que os sustentavam era o melhor lugar para os animais - cães, gatos, ratos e besouros se aquecerem. Quando chovia, as goteiras forçavam os animais a pularem para o chão. Assim, a nossa expressão “está chovendo canivete” tem o seu equivalente em inglês em “it’s raining cats and dogs” (está chovendo gatos e cachorros).

Aqueles que tinham dinheiro possuíam pratos de estanho. Certos tipos de alimento oxidavam o material, fazendo com que muita gente morresse envenenada. Lembremo-nos de que os hábitos higiênicos, da época, eram péssimos. Os tomates, sendo ácidos, foram considerados, durante muito tempo, venenosos.

Os copos de estanho eram usados para cerveja ou uísque. Essa combinação, às vezes, deixava o indivíduo “no chão” (numa espécie de narcolepsia induzida pela mistura da bebida alcoólica com óxido de estanho). Alguém que passasse pela rua poderia pensar que ele estivesse morto, portanto recolhia o corpo e preparava o enterro. O corpo era então colocado sobre a mesa da cozinha por alguns dias e a família ficava em volta, em vigília, comendo, bebendo e esperando para ver se o morto acordava ou não. Daí surgiu o velório, que é a vigília junto ao caixão.

A Inglaterra é um país pequeno, onde nem sempre havia espaço para se enterrarem todos os mortos. Então os caixões eram abertos, os ossos retirados, postos em ossários, e o túmulo utilizado para outro cadáver. As vezes, ao abrirem os caixões, percebia-se que havia arranhões nas tampas, Do lado de dentro, o que indicava que aquele morto, na verdade, tinha sido enterrado vivo.

Assim, surgiu a idéia de, ao se fechar o caixão, amarrar uma tira no pulso do defunto, passá-la por um buraco feito no caixão e amarrá-la a um sino. Após o enterro, alguém ficava de plantão ao lado do túmulo, durante uns dias. Se o indivíduo acordasse, o movimento de seu braço faria o sino tocar. E ele seria “saved by the bell”, ou “salvo pelo gongo”, expressão usada por nós até os dias de hoje.


A França passa a ser o império dos perfumes. As cortes dos reis, em particular as de Luiz XIV e Luiz XV, se convertem em grandes consumidores de essências, um pouco obrigados porque o odor dos perfumes era necessário para dissimular a falta de higiene e os maus cheiros tão generalisados da época. Durante a revolução francesa o emergente mercado da perfumaria ficou paralisado. Um novo aroma se tornou moda e recebeu o nome de “Guillotine”, um enorme sucesso de vendas para as revolucionárias, chamadas “sans culotte”. Com a ascenção de Napoleão ao trono da França começou uma nova era para os perfumes. Os perfumistas que até então eram simples artesãos montaram seus laboratórios industrias e deram o grande impulso que, com o tempo, transformaria a perfumaria na extraordinária e dinâmica indústria mundial.

"Abomino a mentira porque é uma inexactidão (...) Também a verdade costuma ser ambígua. Se fosse exacta não seria humana"
(Agualusa)

Meu caro Viriato,

eu não tenho procuração nem sou defensor oficioso do Arp que ele não ma passou nem me pediu e porque também não precisa. Penso que não te estalou o verniz em relação a ele. Foi um despautério a tua análise procura serenar os ânimos nem que seja com caras destas :twisted: :twisted: :twisted: ou destas :grin: :grin: :grin:

Um abraço,

Reboredo
Editado pela última vez por Reboredo em Segunda-Feira 14 Janeiro 2008, 23:24, num total de 1 vez.
Sempre sempre não, mas sempre sempre até é bom.
Avatar do Utilizador
Reboredo
Furriel
Furriel
 
Mensagens: 1175
Registado: Quinta-Feira 11 Outubro 2007, 18:23
Localização: Brx.

Próximo

Voltar para Insólito

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante

cron